Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Favorita

Blog sobre a novela A Favorita

Blog sobre a novela A Favorita

A Favorita

15
Set08

A Favorita prende com tramas bem construídas

Tititi

Patrícia Pillar viveu Flora em  A Favorita

A Favorita que actualmente está no ar pouco tem a ver com a novela que João Emanuel Carneiro estreou no início de junho, na Globo. Antes, as tramas paralelas eram opacas e várias situações pareciam pouco críveis no ar.

Mas agoram o autor faz uso de estratégias que já funcionaram em outras novelas do horário e mantém uma história ágil e com ingredientes capazes de prender a atenção. Como as vilanias da psicopata Flora, actuação de Patrícia Pillar, que são exploradas a todo o momento, e os dramas da agora mocinha Donatela, de Cláudia Raia.

Além disso, a movimentação de outros núcleos proporciona o alívio necessário à trama central e desempenha bem a função de evitar o desgaste da história. A audiência crescente reflete esse maior controle do autor sobre a trama e já alcança a média de 41 pontos no Ibope nacional em setembro. De cada 100 aparelhos de TV ligados no horário, 61 sintonizam A Favorita.

A obsessão de Flora em se tornar uma "nova" Donatela é um dos principais atrativos da novela. A ex-presidiária detesta o pai, chama a filha Lara, de Mariana Ximenes, de chata pelas costas e chega ao cúmulo de lamentar a suposta morte de Donatela, de Cláudia Raia, por não poder se vingar, aos poucos, da rival. Emoções bem defendidas por Patrícia, que consegue convencer em todas as atitudes da vilã.

Tudo que antes parecia não ter sentido, como o fato de Donatela morar com os ex-sogros mesmo sendo casada com outro homem ou a construção de Lara com ares de adolescente americana rebelde, pulando a janela da faculdade para fugir de seguranças, foi enterrado. Até o núcleo cômico principal, encabeçado por Halley e Orlandinho, de Cauã Reymond e Iran Malfitano, deixou um pouco de lado o tom pastelão e a superficialidade com a presença de Maria do Céu, interpretação de Deborah Secco digna de elogios. Depois de amargar críticas em América e Pé na Jaca, Deborah conseguiu construir bem uma retirante orgulhosa e com nuances na medida certa.

Investir em grandes vilãs vem dando certo na teledramaturgia nacional. Foi assim em Duas Caras, quando Sílvia, de Alinne Moraes, passou de "patricinha" metida a psicopata quase que de uma hora para outra. Ou em Celebridade, quando a vingativa Laura, de Cláudia Abreu, não media esforços para tomar tudo que era da promoter Maria Clara, de Malu Mader. Essa última história, inclusive, chega a se parecer com a descrita por João Emanuel. Assim como Gilberto Braga, João pretende explorar toda a vingança de Flora e, posteriormente, mostrar a queda da assassina e o triunfo da heroína Donatela. O problema é que Donatela já começou seu caminho de sofrimento e a actual situação da personagem já é digna de pena. Mocinhas que perdem sempre na TV tendem a se tornar cansativas.

A "favorita" não pode ser construída apenas de derrotas até o grande final. E, nesse aspecto, pode ser interessante a parceria dela com Pedro, de Genézio de Barros. Além disso, o autor já dá sinais de que Lara é uma das peças principais para o desfecho da trama.

Além das confusões amorosas com Halley e com o músico Cassiano, de Thiago Rodrigues, até agora é a única que parece enxergar Flora como "boazinha demais para ser verdade".

Donatela (Claudia Raia) foge do grupo que persegue Diva (Giulia Gam)Renato Rocha Miranda/TV Globo

07
Set08

Fotos de gravações

Tititi

Os actores Cauã Reymond, que interpreta Halley, e Mariana Ximenes, que vive Lara na novela A Favorita, gravaram cenas românticas na manhã desta segunda-feira no Rio de Janeiro. As filmagens foram realizadas na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio. Na cena, Lara e Halley chegam juntos no carro dela. Ele desce e segue conversando com a moça pela janela, por onde ela sai e os dois se beijam. No mesmo bairro foram gravadas cenas do personagem Zé Bob (Carmo Dalla Vecchia). Ele conversa com a filha (interpretada por Hanna Romanazzi) em um restaurante. No intervalo entre as cenas, Dalla Vecchia tirou fotos com fãs. Roberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto Teixeira

Os actores Cláudia Ohana, Iran Malfitano e Cauã Reymond gravaram cenas da novela “A favorita” nesta quarta-feira, 3, na Lapa, no Centro do Rio. A casa de show Circo Voador (onde Cauã foi clicado) foi usado como locação para o folhetim de João Emanuel Carneiro.Onofre Veras/Ag. News

Na pele de Dodi, o ator Murilo Benício gravou cenas da novela em que actua, "A favorita", nesta quarta-feira, 3, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O sol estava quentíssimo e muitas vezes Murilo não se sentiu confortável com o paletó de seu personagem da novela das 20h.Carlos Zambrotti/Ag NewsCarlos Zambrotti/Ag NewsCarlos Zambrotti/Ag. News

Na manhã desta segunda-feira, 1º, o cenário escolhido pela equipe da novela da TV Globo,  "A favorita", foi uma rua no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio. Foi no tranqüilo bairro cercado pela Mata Atlântica que Flora (Patrícia Pillar), Dodi (Murílo Benício) e Zé Bob (Carmo Dalla Veccia) gravaram suas aventuras.Gil Rodrigues/Photo Rio News

Domingo é dia de descanso. Não para o ator Carmo Dalla Vecchia. Na tarde deste domingo, 31, de chuva do Rio de Janeiro, o ator trabalhou e muito. Carmo gravou no centro do Rio de Janeiro cenas de seu personagem Zé Bob em 'A favorita', novela das 20h da TV Globo.Onofre Veras/Ag NewsOnofre Veras/Ag NewsPaulo Teófilo/AgNews

Deborah Secco desfilou o minivestido de sua personagem nesta quarta-feira, 3, quando gravava cenas externas com seu par romântico em "A favorita", Thiago Rodrigues, em Jacarepaguá, no Rio. Ousada, a Maria do Céu, interpretada por ela na novela, vai aparecer com esta peça atrevida da foto nos próximos capítulos da trama. O modelito deixou as pernas torneadas da actriz à mostra.Carlos Zambrotti/Ag News

Como a história de "A Favorita" se passa em São Paulo, o bucólico bairro do Grajaú, no Rio, serviu de cenário para a novela das oito. Na manhã desta sexta-feira, 22,  Deborah Secco, Iran Malfitano e Cauã Reymond deram vida a Maria do Céu, Orlandinho e Halley. Para alegria do público que assistia aos bastidores da gravação, Cauã deu uma palhinha de seu corpão e, para consertar o santo microfone, exibiu a barriga tanquinho.Phillipe Lima/Ag. NewsPhillipe Lima/Ag. News

 


Após cortar os cabelos para marcar a nova fase na vida de Donatela, sua personagem em "A Favorita", Claudia Raia mudou novamente o visual para gravar cenas da novela na quinta-feira (4), no Recreio dos Bandeirantes, no Rio.

Desta vez, porém, a mudança não afetou diretamente os cabelos da mulher de Edson Celulari, que foi flagrada com uma peruca loira e de franjinha durante as cenas. Bem humorada, Claudia fez questão de registrar o "novo visual" ao lado da equipe de produção da novela.Delson SilvaDelson Silva

26
Jul08

"Orlandinho" agrada o público

Tititi

Iran Malfitano finalmente deu um tempo dos sucessivos galãs nas novelas. Com cabelo comprido e desgrenhado, ele se diverte na pele de Orlandinho, um piloto de Fórmula 3 gay e mauricinho em A Favorita. O personagem seria apenas uma participação nos primeiros capítulos da trama de João Emanuel Carneiro, mas acabou caindo nas graças do público.

O que mais intriga o actor no personagem é que Orlandinho faz tudo para conquistar o interesseiro Halley (Cauã Reymond). Na verdade, ele não consegue perceber que o falso gay só está de olho em sua conta bancária.

"Em Kubacanan eu era o cara bonitão, mulherengo, de peito cabeludo. Em Malhação, fiz o bom moço Guilherme. Com o Orlandinho, é diferente. Ele é um homossexual com conflitos profundos", valoriza o actor.

Para Malfitano, Orlandinho é um marco positivo em sua carreira porque foge dos tipos que já fez. Ao mesmo tempo que denuncia o preconceito presente nas altas classes sociais. E mostra um homossexual carinhoso que, muitas vezes, exagera no tom na interpretação e até beira a caricatura.

"Muitos homossexuais sofrem porque nosso País ainda é muito preconceituoso. E o pior é a condenação da família", lamenta.

Ao escolher moldar o personagem de maneira mais contida, Malfitano explica que a proposta da trama é da descoberta da homossexualidade.

"Não quis fazer um personagem afetado, cheio de trejeitos. Até porque a intenção é de que o personagem se descubra aos poucos", defende. "Estou tentando fazer um alguém que não sabe exactamente o que quer, que não sabe em que terreno está pisando", argumenta.

Quando saiu de Malhação e foi fazer novelas, ele foi contratado para o elenco de Kubanacan exactamente pelo seu biotipo moreno de peito cabeludo. O actor também fez Mac Mac, em Bang Bang, depois de Kubanacan. Ou seja, continuava na mesma linha de galãs que viviam descamisados, com o torso à mostra.

"Em Kubanacan o Lombardi queria alguém que tivesse peito cabeludo para ser o filho do Humberto Martins. Graças a isso, pude mostrar meu trabalho", lembra.

No entanto, o que mais impressiona o actor é que as pessoas ainda comentam sobre o Guilherme de Malhação. "Meu pai às vezes brinca comigo, falando que o Gui vai virar uma marca na minha carreira. Mas não me incomodo, acho que fiz bem feito".

Mesmo se deliciando em interpretar homens bonitões e sarados, o actor jura ter se divertido com a série Donas-de-Casa Desesperadas, na Rede TV!, durante o tempo em que ficou fora da Globo.

"Foi bom porque nesta época o Lombardi continuou vendo meu trabalho e me chamou para trabalhar novamente com ele", comemora. "Acho saudável sair de uma emissora onde você começou, fazer trabalhos fora, descobrir que anda com as próprias pernas e voltar".

Apesar dos personagens homossexuais estarem cada vez mais presentes em novelas com um cotidiano absolutamente comum, como o de outros personagens, a intenção do Orlandinho é carregar no humor em suas cenas. Por isso, o personagem está presente no núcleo cómico da novela.

"É bom fazer parte destes núcleos porque todo mundo fica esperando a palhaçada", brinca. E ratifica seu argumento explicando que, em épocas anteriores, existiam mais novelas engraçadas, sem tanto realismo, em que era possível se deleitar com a trama e apenas rir.

"Podíamos descansar dos problemas diários. Hoje, com tanta crueldade, ainda bem que existem os núcleos cómicos para que as pessoas esqueçam da complexidade da trama e se divirtam".

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Enquete

Resultado da 1ª enquete: Quem está falando a verdade? Donatela 66% | Flora 34% | 228 votos Resultado da 2ª enquete: Halley ama Lara de verdade? Sim 50% | Não 22% | Nem ele sabe 28% | 208 votos Resultados da 3ª enquete: Com quem Cassiano deve ficar? Alícia 40% | Lara 38% | Céu 27% | 244 votos Resultados da 4ª enquete: Qual dos vilões deve morrer? Flora 51% | Os três 21% | Dodi 18% | Silveirinha 10% | 312 votos Resultados da 5ª enquete: Catarina fica com... Vanderlei 43% | Stela 41% | Sozinha 15% | Leo 1% | 130 votos

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub