Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Favorita

Blog sobre a novela A Favorita

Blog sobre a novela A Favorita

A Favorita

03
Set08

Elogios ao capítulo da revelação

Tititi

O eletrizante capítulo de ontem de “A favorita” foi mais uma mostra de que essa é uma história construída de uma maneira diferente, em que o autor mostra uma evolução técnica bastante expressiva. Em “A favorita” há outra novidade bem-sucedida: os personagens não são mais que 35 e têm suas histórias trançadas. João escreve para poucos mas bons atores. Desde a estréia, houve grandes momentos, só para citar alguns, de Ary Fontoura, Mauro Mendonça, Glória Menezes (num papel à sua altura), Milton Gonçalves, Tarcísio Meira, Lília Cabral, Murilo Benício, Cauã Reymond e Jackson Antunes.

O autor agora parece convidar o telespectador (contrariado ou não com a revelação) a embarcar numa história mais explicada, mas, pelo que tudo indica não menos emocionante. Não houve tramas paralelas cortando o suspense. Todos os blocos se concentraram na trama do assassinato de Marcelo (Flávio Tolezani). João Emanuel Carneiro ofereceu ao público um capítulo completo, com história bem-amarrada, tenso, sem furos. E se manteve fiel às suas convicções de não mudar uma vírgula do planejado apesar de eventualmente contrariar o público. Contrariou quem, por uma espécie de condicionamento, acha que Patrícia Pillar tem que ser boazinha e Claudia Raia, má. E surpreendeu todo mundo.
Sobre essas duas actrizes talentosíssimas, a esta altura, será que alguém ainda duvida das possibilidades de Claudia  num papel dramático? Patrícia e Claudia deram um baile. A direcção também foi impecável, com um jogo de câmeras nervoso, com muitos closes que levaram a tensão ao máximo.

João Emanuel Carneiro me disse esta semana que estava se preparando para enfrentar a irritação dos telespectadores diante da constatação de que Flora (Patrícia Pillar) era a grande vilã da sua novela. Numa época em que se diz que as novelas, para agradar ao público, são muito dependentes de pesquisas, ele acredita que os espectadores precisam ser contrariados porque só assim a surpresa, o encanto, o sentimento de que se está vendo algo de fato novo se estabelecem.

Por essas e outras, “A favorita” pode ser apontada como uma novela com uma marca autoral muito forte, já presente em outros trabalhos dele. Em “Da cor do pecado”, ele matou Afonso Lambertini (Lima Duarte), quando todas as pesquisas mostravam que o público estava adorando o personagem e poderia reagir mal. Em “Cobras & lagartos”, fez o mesmo com Omar Pasquim (Francisco Cuoco). Nos dois casos, contrariou os espectadores e obteve sucesso.

 

De Elvira Akchourin do Nascimento
"No início, Pedro me passou uma imagem de pobre coitado, dependente do dinheiro de Donatela para custear o vício do jogo. Mas o papel de Genézio de Barros foi crescendo e lhe dando oportunidade de demonstrar seu talento. Olhar fuzilante, mãos trêmulas, corpo alquebrado, mas certa altivez, por enquanto é o único que se coloca contra a própria filha, gerando descrédito dos demais. Pedro fará parte importante da reviravolta."

De Dulopez
"Salve João Emanuel Carneiro! O horário das oito, precisava mudar e ele veio pra isso.A novela é bem escrita e bem dirigida.Parabéns!"

De Rafael Teixeira
"Eu lembro que fiquei com muita raiva do Afonso morrer,mas depois me acostumei e vi que a novela precisava disso para continuar.O João Emanuel Carneiro sabe oq faz,do contrário não teria recuperado brilhantemente o horário das 7 por 2 vezes."

De André Henrique Lopes Martins
"Já está na hora da talentosa Giulia Gam ganhar mais espaço em "A Favorita". Junto com a surpreendente Cláudia Raia, promete formar uma dupla imbatível."

De Maria Rocilda Alves Maciel
"Pois eu adorei, ficou emocionante! Sempre achei que não seria o óbvio, iría ter alguma reviravolta. Já pensou como não tería graça se a Flora fosse a boazinha? A história já estaria contada, e ainda tem muito chão pela frente!!!!!!"

De Alessandro Castro de Almeida
"Não entendi o porque de tanta gente não gostar! Eu achei PERFEITO, não podia ser melhor! O autor deixou bem claro desde o início que uma das duas era a mocinha e a outra era a vilã. Pronto! Só tínhamos duas opções: Flora ou Donatella. Uma delas seria a assassina!! E no decorrer da história o mais sensato de acordo com tudo que ocorreu seria mesmo a Flora ser a assassina! Não só mais sensato como o mais interessante! Que graça teria se a Donatella fosse a assassina?? Achei perfeito e dou os meus parabéns ao autor. E olha q fazia tempo q eu não assistia uma novela! Mas essa me conquistou!

De Márcio Antunes Silveira
"Giulia Gam é ótima, tb. Aliás, o elenco todo é otimo. Cheguei a pensar quem iria ajudar a coitada da Donatela, que daquele tamanho não sentou a mão na cara da sonsa da Flora (risos). Espero uma revanche á altura. Quero ver a Donatela dando tanto na cara da Flora, mas tanto! E outra, pelo amor de Deus, João Emanuel, o que vc pretende fazer com a Tais Araújo? Ah, não. Aumente o papel dela. Quero vê-la, Débora e mariana, disputando o Caúã, ou, Tais entregando as tramóias do pai!"

Tirado do blog de Patrícia Kogut

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Enquete

Resultado da 1ª enquete: Quem está falando a verdade? Donatela 66% | Flora 34% | 228 votos Resultado da 2ª enquete: Halley ama Lara de verdade? Sim 50% | Não 22% | Nem ele sabe 28% | 208 votos Resultados da 3ª enquete: Com quem Cassiano deve ficar? Alícia 40% | Lara 38% | Céu 27% | 244 votos Resultados da 4ª enquete: Qual dos vilões deve morrer? Flora 51% | Os três 21% | Dodi 18% | Silveirinha 10% | 312 votos Resultados da 5ª enquete: Catarina fica com... Vanderlei 43% | Stela 41% | Sozinha 15% | Leo 1% | 130 votos

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub