03
Fev 09

Já que no fim-de-semana me adiantei um pouco na postagem dos acontecimentos da novela que nem sequer deram ontem, mas sim hoje vão dar (Donatela assombra Flora e depois aparece para ela), ficam aqui mais uns actores que se despedem do público e as reportagens que o Video Show fez no ínicio da novela.


12
Jan 09

A Favorita termina esta semana no Brasil, mas já vai desenhando seus finais. E, enquanto o autor João Manoel Carneiro não coloca o The End na telinha, vários atores do elenco da trama global dão seus palpites a OFuxico sobre o final de seus personagens.
Os artistas ainda contam os seus projectos pessoais, após o término das gravações.

Lília Cabral: “Catarina merece ser muito, muito feliz. E, pelo que a gente vê, vai conseguir, com um belo amor, amando e sendo amada. Mas, não sei se é isso que a tornará, de fato, realizada. Catarina pode recuar. Acho que ela assume o papel de matriarca da família, todos passam a admirá-la e respeitá-la como mãezona, já que a mãe dela se retraiu”.

 

Patrícia Pillar: “Acho que não existe nenhum final à altura das maldades da Flora. O João vai me surpreender, certamente, novamente, com o final dela. Vou preparar o lançamento do documentário Waldick Sempre no Meu coração, que deve estrear entre março e abril. Até lá, estou de férias”.

Cláudia Raia: “Donatela tem que provar a inocência, reconstruir a vida com a filha, o namorado e ajudar na Fontini. Quem sabe ela também volte a cantar? Assim que terminar de gravar, viajo com a família para a China”.

Mariana Ximenes: “A Lara merece paz, porque passou a novela sendo enganada e correndo atrás da verdade. E essa paz ela deve encontrar nos braços do Halley, em harmonia com a avó e Donatela, no rancho. Vou descansar um pouco e viajar”.


Murilo Benício: “Dodi podia se dar bem, porque só deu com os burros n´água. Vou tiras férias, mas não sei para onde vou”.

Cauã Reymond: “Haley é um cara legal, deve casar com a Lara e levar a Cilene pra morar com eles. Vou dar um tempo no Rio, curtir a praia, até a Grazi (Massafera) ter uma folga para viajarmos juntos”.

Thiago Rodrigues: “Mais um trabalho bacana, com pessoas bacanas por perto. Engrandecedor! O final que o João determinar, está legal. Vou cuidar das minhas coisas, curtir a gravidez da minha namorada e esperar a chegada do nosso filho”.

Ary Fontoura: “Silveirinha também merece ser punido. Ele foi feito de gato e sapato pela Flora, mas foi muito ardiloso o tempo todo, desde o início, quando sequestrou o Mateus. Ele merece um fim que o faça refletir. Sozinho, talvez”. 

Elisângela: “Faltou amor na vida da Cilene, e acho que é isso que eu daria a ela. Ao longo da história, ela foi uma pessoa muito sozinha. Quero tirar um mês para viajar, ainda não sei pra onde, e depois retorno com a turnê da peça Monólogos da Vagina”.

Leonardo Medeiros: “Ele já dá sinais de que vai voltar a actuar, apenas como dentista. Eu torceria por uma nova paixão, já que a Dedina (Helena Ranaldi) morre e a Diva (Giulia Gan) gosta mesmo do outro. Ainda não sei ao certo o que farei, mas é certo que tirarei uns dias de descanso”.

Jackson Antunes: “Uma clínica de reabilitação, fazer trabalho voluntário, qualquer coisa que limpassse um pouco as atrocidades que ele fez, seria legal. Eu quero ficar no meu sítio, em Guapimirim, descansando”.

Cláudia Ohana: “Vou viajar com meu namorado. Vamos passar uns 20 dias numa praia”.

Gisele Fróes: “Estou adorando o destino que o autor está dando à Lorena. Ela está colhendo o que plantou. O casamento está amadurecendo, o marido se firmando e ela também, depois de tantos conflitos de sentimentos. Eles se descobrem muito bem casados. Quando encerrar o trabalho, passarei um tempo no sul da Bahia. Depois, começo os ensaios do musical da Broadway, Rock´n Roll. Estreio em Curitiba (PR) e depois trago para o Rio”.  

 

Deborah Secco: “Orlandinho (Iran Malfitano) podia assumir que é homem e completar a felicidade da Céu. Ela se redimiu, está feliz. O filho bem que podia ser dele. Vou descansar, quero dar uma parada, viajar, estudar”.

 


29
Nov 08

Deborah Secco quer Céu e Orladinho juntos

Deborah Secco quer que sua personagem na novela A Favorita, Maria do Céu, termine a trama com o homossexual Orlandinho (Iran Malfitano), conforme publicou Patrícia Kogut em seu blog.

"Torço muito pelo amor deles. Minha avó e minha irmã também. O público torce, fica até me dizendo que ele pode virar homem", disse ela.

"Se ela terminar com o Cassiano (Thiago Rodrigues) é mais genuíno, ela sempre o amou, mas a torcida pelo Orlandinho é maior. Eles podem se tornar grandes amigos e viver juntos assim, por que não?", completou.

A actriz disse também acreditar que o filho que sua personagem espera seja de Cassiano.

Segundo Deborah, Céu já está começando a se arrepender dos seus erros. "Já disse que a vida dela é muito suja. Sinto que as pessoas querem que ela encontre um caminho certo".

Iran Malfitano diz que Orladinho deve ser feliz com um rapaz

Iran Malfitano disse ao blog da colunista de TV Patrícia Kogut que quer seu personagem, o homossexual Orlandinho, fique com Cassiano (Thiago Rodrigues) no final da novela A Favorita.

Segundo ele, não há chances de seu personagem ficar com Halley (Cauã Reymond), já que o autor João Emanuel Carneiro "deve ter outros planos para o desfecho de Halley".

"Se ele ficasse com uma mulher no final, perderia a força. Então eu queria que ele se apaixonasse por outro personagem. Poderia bem ser o Cassiano", disse o actor.

Malfitano contou ainda que não esperava todo o sucesso de seu papel. "Quando João Emanuel me convidou para a novela, avisou que seria por pouco tempo. Fico muito feliz de ter ficado porque deu certo. Até eu me surpreendo com o que estou fazendo em cena. Nunca pensei que seria capaz de interpretar um personagem gay tão bem".

Nos próximos capítulos da novela, Orlandinho terá uma crise de ciúmes de Céu (Deborah Secco) e irá tirar satisfações com alguns rapazes que olharão para ela. No dia seguinte, entretanto, ele explica a mulher que continua o mesmo.

Os finais de Carmo Dalla Vecchia:

FLORA
Não pode morrer. Termina entrando na cadeia para cumprir mais 18 anos. Passa o tempo fazendo risquinhos na parede e pensando em Donatela.

DONATELA
É a mocinha da história. Tem final feliz com Zé Bob.

DODI (MURILO BENÍCIO)
Vai abrir o olho com a Flora. Nunca falei isso para ele porque tenho vergonha,mas sou fã do Murilo. Quando crescer quero ser igual a ele.

IRENE (GLÓRIA MENEZES)
Tem que se ferrar. Ficar sozinha e rica. Depois dos flashbacks, que mostra o quanto Donatela foi boa com a Lara, não justifi ca Irene ter problemas com ela desde o começo.

HALLEY (CAUÃ REYMOND)
Tem o DNA do Foguinho (personagem de Lázaro Ramos em ‘Cobras e Lagartos’). Ainda vai ter a virada de Halley e ele vai terminar melhor.

LARA (MARIANA XIMENES)
Acho sujeira ela beijar a boca e dizer que ama o Halley e ir ao
show do Cassiano
(Thiago Rodrigues). No fi m, fi ca com o Cassiano.

ROMILDO (MILTON GONÇALVES)
O fim dele é na cadeia.

CÉU (DEBORAH SECCO)
Tem que ficar rica ao lado de um cara milionário, que pegue ela de verdade. ‘Tô
pagaaaando’.

AUGUSTO CÉSAR (ZÉ MAYER)
Volta a cantar e faz sucesso.

Cláudia Ohana quer que Cida fique com Juca (Bento Ribeiro)

Cláudia Ohana contou, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, em São Paulo, qual o final que prefere para sua personagem em A Favorita, Cida. A atriz torce para que a caminhoneira termine com Juca (Bento Ribeiro), seu namorado.

"Tomara que eles fiquem juntos. Vai ter um conflito por ele usar drogas, mas torço para que dê certo", disse.

Para a Cláudia, outro factor que ajuda para que o relacionamento aconteça é a pressão da família da personagem. "A família quer que ela case. Filha solteira e caminhoneira é complicado."

Lara e Cassiano reatam namoro em  A Favorita

"É possível que eles voltem porque quando terminaram o namoro, Lara vivia um momento muito complicado em sua vida. O Cassiano só amou e se apaixonou por ela. Mas acho que ele não pode se iludir. Se não sentir segurança no sentimento dela, deve se afastar e não encontrá-la mais. Porque só distante é que você esquece o outro", opina Thiago Rodrigues, acrescentando que o relacionamento dos dois tem uma outra função na história.

"O romance entre eles tenta consertar a história de amor de Irene (Glória Menezes) e Copola (Tarcísio Meira)", explica o actor, referindo-se à paixão mal-resolvida que cerca os avós dos dois.

Mesmo sabendo que a relação entre Lara e Cassiano tem peso na trama, o actor não prefere tomar partido na disputa amorosa, que ainda envolve Alícia e Céu (Deborah Secco). "Já vi que não adianta o actor criar expectativa porque a gente quebra a cara", brinca.

Por isso, todas as fãs de Cassiano na trama ainda têm chances. "O sentimento que ele tem por Alícia é muito recente. Os dois ainda estão se apegando. Ela é muito divertida, brinca com a vida. Na sexta passada, gravei uma cena em que ela diz para ele: 'Agora vamos tentar outra roupa', e ele gosta disso", conta Thiago, sobre a iniciativa da jovem de dar um banho de loja no namorado para levá-lo a uma boate.

Com Céu, a relação é mais carnal. Mas desde o casamento da moça com Orlandinho (Iran Malfitano), o cantor optou pela discrição e por respeitar a relação do casal. "A Céu é daquelas mulheres que você não esquece. Ele é simples e se assusta quando ela vem naquela eloqüência. Ele gosta dela, mas acho que o tesão é o que mais pesa na relação. Ela poderia vir com a mesma sensualidade, mas de outra forma, mais mansinha", analisa o actor.

O autor de A Favorita já demonstrou interesse em explorar uma relação entre sua personagem e Catarina, mas até agora nada foi ao ar. Por quê?
Na verdade, não entrei na novela para fazer uma homossexual. A função da Stela é mexer na relação do Léo (Jackson Antunes) e da Catarina, mas o que já é certo é a relação de amizade entre as duas, que será cada vez mais forte. Existe a possibilidade de algo a mais, só que o João Emanuel não me adiantou nada. Mas vejo que o texto é conduzido para abrir essa possibilidade.

Você entrou na novela três meses depois da estreia e interpretando uma personagem sem muitas informações. Foi complicado?
É uma experiência diferente, até pela importância da personagem na história. Mas dei muita sorte porque caí em um núcleo que faz sucesso e é repleto de pessoas que admiro. Já trabalhei com a Lilia em Pedra Sobre Pedra e é maravilhoso atuar ao lado de alguém que a gente sabe que tem seriedade e que é profissional. Além dela, estou ali pertinho do Tarcísio (Meira), Chico Diaz, Jackson Antunes, são vários nomes de peso da emissora.

A Stela é dona de um restaurante e aparece cozinhando em vários momentos. Você precisou de uma preparação específica para esse papel?
Como eu não entrei no início da novela, não rolou nada específico. Geralmente, antes de gravar uma cena que envolva algo mais complexo na culinária, eu recebo o apoio de profissionais especializados que me ajudam. Mas tudo antes de gravar, nada muito exagerado. Até agora, tenho gostado muito do que vi.

A sexualidade da Stela ainda é incerta, mas o próprio texto indica esse amor platônico de sua personagem. Como você pretende trabalhar isso no ar caso a relação das duas evolua?
Será um casal como outro qualquer. Acho que o bacana é mostrar que não é nada de outro mundo. Assim como um homem e uma mulher que se amam, duas mulheres podem experimentar isso também. Tenho várias amigas que são gays e elas não são diferentes das outras mulheres. O que é inovador nessa história é a idade das personagens. É muito comum ver relações gays na TV entre jovens, mas não entre pessoas mais experientes. Tanto que eu trabalhei bem esse lado sério. Se acontecer em A Favorita, vai ser de uma forma madura, tranqüila.

De que forma você trabalhou essa seriedade na personagem?
Desde o início penso nisso. Antes de começarem as gravações, sugeriram um aplique para o meu cabelo. Aí fiquei pensando que não seria legal. Imaginei que poderia parecer meio gostosona, exuberante demais. Depois de algumas reflexões decidiu-se por esse corte mais clássico e simples mesmo. Isso me ajudou a, junto com os gestos e o texto da Stela, deixá-la com esse ar de seriedade. Acho que isso também aproxima ela da Catarina e ajuda a, de repente, aflorar esse sentimento entre elas.

A possibilidade de rejeição a uma personagem lésbica assusta você?
Não, eu seria doida se não torcesse por esse romance entre a Stela e a Catarina. Fiquei sabendo disso pela imprensa, mas adorei a possibilidade. Passei muito tempo esperando personagens mais densos. Hoje o que eu quero é ter história. Por mim, a Stela pode ser da máfia, louca e lésbica! Quanto mais conflitos, mais gratificante é o trabalho. Não gostaria que minha participação na novela se resumisse a uma mulher que chegou ali para abrir um restaurante e cozinhar bem.

Como são as reações do público em relação a isso?
Vejo muita gente torcendo para que a história se desenvolva. A trama da Catarina tem um apelo popular muito forte. Como a Stela está diretamente ligada à história, ouço muita gente revoltada sobre a forma como o Léo trata a mulher. Em nenhum momento ouvi algum comentário ruim sobre a aproximação das duas. A grande verdade é que não acho que o homossexualismo ainda seja um grande bicho de sete cabeças. A sociedade já avançou, hoje em dia as pessoas estão mais abertas para essa realidade.


31
Out 08

Dia 28 de Outubro aconteceu a entrega do Prémio Qualidade Brasil no Citibank Hall no Rio de Janeiro onde foram premidadas as personalidades que mais se destacaram este ano. Entre elas estava Patrícia Pillar que foi premiada como a Melhor Actriz de 2008, Lília Cabral, a Melhor Actriz Coadjuvante de 2008, João Emanuel Carneiro, o Melhor Autor e Ricardo Waddington, o Melhor Director de Teledramaturgia deste ano. Além destes todos ainda levou o Prémio de Melhor Novela de 2008! Como se vê, A Favorita levou 5 prémios nesta noite de premiação e todos bem merecidos!

Mesmo sem voz, Patrícia Pillar, vencedora na categoria de melhor actriz de teledramaturgia, fez questão de agradecer a equipe da novela “A favorita”. “Não estou afónica, mas estou quase. Quero agradecer especialmente ao João Emanuel Carneiro por essa personagem maluca”, disse, se referindo a vilã Flora que lhe rendeu piadinhas por parte de Evaristo. “Ela está afónica, mas isso não é desculpa para não falar da malvadona! Aliás, vou te matar Donatela!”, brincou o apresentador.

Marcio NunesMarcio NunesTony AndradeTony AndradePhillipe LimaO Fuxico, TV & Gente, EGO, O Dia

Já agora os parabéns à Greice da novela, Roberta Gualda que fez ontem 31 anos!


07
Set 08

Os actores Cauã Reymond, que interpreta Halley, e Mariana Ximenes, que vive Lara na novela A Favorita, gravaram cenas românticas na manhã desta segunda-feira no Rio de Janeiro. As filmagens foram realizadas na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio. Na cena, Lara e Halley chegam juntos no carro dela. Ele desce e segue conversando com a moça pela janela, por onde ela sai e os dois se beijam. No mesmo bairro foram gravadas cenas do personagem Zé Bob (Carmo Dalla Vecchia). Ele conversa com a filha (interpretada por Hanna Romanazzi) em um restaurante. No intervalo entre as cenas, Dalla Vecchia tirou fotos com fãs. Roberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto TeixeiraRoberto Teixeira

Os actores Cláudia Ohana, Iran Malfitano e Cauã Reymond gravaram cenas da novela “A favorita” nesta quarta-feira, 3, na Lapa, no Centro do Rio. A casa de show Circo Voador (onde Cauã foi clicado) foi usado como locação para o folhetim de João Emanuel Carneiro.Onofre Veras/Ag. News

Na pele de Dodi, o ator Murilo Benício gravou cenas da novela em que actua, "A favorita", nesta quarta-feira, 3, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O sol estava quentíssimo e muitas vezes Murilo não se sentiu confortável com o paletó de seu personagem da novela das 20h.Carlos Zambrotti/Ag NewsCarlos Zambrotti/Ag NewsCarlos Zambrotti/Ag. News

Na manhã desta segunda-feira, 1º, o cenário escolhido pela equipe da novela da TV Globo,  "A favorita", foi uma rua no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio. Foi no tranqüilo bairro cercado pela Mata Atlântica que Flora (Patrícia Pillar), Dodi (Murílo Benício) e Zé Bob (Carmo Dalla Veccia) gravaram suas aventuras.Gil Rodrigues/Photo Rio News

Domingo é dia de descanso. Não para o ator Carmo Dalla Vecchia. Na tarde deste domingo, 31, de chuva do Rio de Janeiro, o ator trabalhou e muito. Carmo gravou no centro do Rio de Janeiro cenas de seu personagem Zé Bob em 'A favorita', novela das 20h da TV Globo.Onofre Veras/Ag NewsOnofre Veras/Ag NewsPaulo Teófilo/AgNews

Deborah Secco desfilou o minivestido de sua personagem nesta quarta-feira, 3, quando gravava cenas externas com seu par romântico em "A favorita", Thiago Rodrigues, em Jacarepaguá, no Rio. Ousada, a Maria do Céu, interpretada por ela na novela, vai aparecer com esta peça atrevida da foto nos próximos capítulos da trama. O modelito deixou as pernas torneadas da actriz à mostra.Carlos Zambrotti/Ag News

Como a história de "A Favorita" se passa em São Paulo, o bucólico bairro do Grajaú, no Rio, serviu de cenário para a novela das oito. Na manhã desta sexta-feira, 22,  Deborah Secco, Iran Malfitano e Cauã Reymond deram vida a Maria do Céu, Orlandinho e Halley. Para alegria do público que assistia aos bastidores da gravação, Cauã deu uma palhinha de seu corpão e, para consertar o santo microfone, exibiu a barriga tanquinho.Phillipe Lima/Ag. NewsPhillipe Lima/Ag. News

 


Após cortar os cabelos para marcar a nova fase na vida de Donatela, sua personagem em "A Favorita", Claudia Raia mudou novamente o visual para gravar cenas da novela na quinta-feira (4), no Recreio dos Bandeirantes, no Rio.

Desta vez, porém, a mudança não afetou diretamente os cabelos da mulher de Edson Celulari, que foi flagrada com uma peruca loira e de franjinha durante as cenas. Bem humorada, Claudia fez questão de registrar o "novo visual" ao lado da equipe de produção da novela.Delson SilvaDelson Silva


28
Jul 08

A caminhoneira Cida (Cláudia Ohana) entrou na novela "A Favorita", da Globo, guardando um segredo. De volta à sua casa, ela foi recebida com entusiasmo pelo pai, Copola (Tarcísio Meira), mas sua mãe, Iolanda (Suzana Faini), não escondeu a revolta com a sua chegada.

Ela teve uma recepção ríspida por conta de seu passado: Cida teve um caso com Átila (Chico Diaz), marido de sua irmã Lorena (Gisele Fróes).

Ao se encontrarem, Átila pergunta para a ex se ainda gosta dele e diz que não consegue parar de pensar nela. Em um sarau na casa de Copola, tenta beijá-la e o anfitrião observa tudo.

Nesta reunião, Leonardo (Jackson Antunes) dá em cima de Cida e tem uma discussão com Átila por ciúmes. Antes de ir à casa do sogro, Léo proíbe a esposa, Catarina (Lilia Cabral), de frequentar o sarau na casa do pai.

 

Na vida real
Assim como na novela, o drama que Cida, Átila e Lorena vivem também acontece na vida real. “Conheço casos assim, que o marido separou e ficou com a irmã. É uma situação muito complicada”, diz Claudia Ohana.

Mas a actriz tem uma explicação para isso: “Na verdade, todo mundo gosta do que é proibido, isso nós sabemos. Se não fosse uma paixão proibida, talvez não tivesse graça”.

Chico Diaz se considera um homem racional e com pé no chão. Para ele, é preciso calma diante de um assunto como esse. “Nessa idade, não dá para fazer as coisas sem pensar nas conseqüências. Quando existe um casamento sólido, um filho, tem muita coisa em jogo”, explica o actor.

Mas para Gisele Fróes, quando acontece uma paixão daquelas, não existe regra. “No caso do Átila, pelo caráter dele, acredito que ele não vá fazer nenhuma loucura. Mas existem homens que chutam o balde na vida real e largam tudo para viver uma paixão, é uma situação difícil”, opina Gisele.

Para Chico Diaz não é fácil interpretar um homem divido entre duas mulheres, é preciso um bom trabalho de actor. “Para mim, foi uma surpresa esse amor antigo pela Cida, porque o Átila possuía o perfil de um ótimo marido e, de repente, tudo mudou. Está sendo um exercício de actor muito grande, já que ele começou com uma imagem e agora está mudando e preciso acompanhar isso. A chegada de Cida reascendeu esse fogo adormecido, mas acho que ele ama a Lorena”, diz o actor.

Claudia Ohana defende sua personagem: “Existe sim uma atração muito forte entre eles, mas a Cida está rejeitando, porque sabe do laço que existe na família. Ela não quer ser culpada pela destruição do casamento da irmã e vai resistir o máximo que puder. E espero que ela resista mesmo, pois estou com medo das pessoas ficarem com raiva da Cida (risos)” brinca a actriz.

Gisele Fróes considera que ser enganada é o pior. Para ela, a verdade sempre é a melhor solução. “Eu torço para que a Lorena descubra logo, mas não faço a menor idéia de como ela reagiria, porque apesar de ela ser uma mulher pé no chão, o ser humano é imprevisível, ainda mais quando se trata de relacionamento amoroso”, conclui a actriz.Título da Matéria


Músicas


pesquisar neste blog
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O elenco
Visitas
Enquete
Resultado da 1ª enquete: Quem está falando a verdade? Donatela 66% | Flora 34% | 228 votos Resultado da 2ª enquete: Halley ama Lara de verdade? Sim 50% | Não 22% | Nem ele sabe 28% | 208 votos Resultados da 3ª enquete: Com quem Cassiano deve ficar? Alícia 40% | Lara 38% | Céu 27% | 244 votos Resultados da 4ª enquete: Qual dos vilões deve morrer? Flora 51% | Os três 21% | Dodi 18% | Silveirinha 10% | 312 votos Resultados da 5ª enquete: Catarina fica com... Vanderlei 43% | Stela 41% | Sozinha 15% | Leo 1% | 130 votos
Links



That's So Raven Blogando! Assece Já!
blogs SAPO